16 de setembro de 2012

ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO DA PERDA DE MOBILIDADE EM IDOSOS




Para a manutenção da mobilidade em idosos, várias estratégias de tratamento fisioterapêutico podem ser propostas, dentre elas:
  • Técnicas de fortalecimento muscular;
  • Exercícios de flexibilidade;
  • Exercícios de propriocepção;
  • Técnicas de estimulação sensorial;
  • Treino de equilíbrio;
  • Treino de marcha.
Entre outras estratégias que envolvam a educação e orientação de exercícios domiciliares, que podem vir a ser feitos diariamente pelos idosos com aparatos que eles possuem em seus lares e a prática de atividade física regular.
No que diz respeito a prática de atividade\exercícios físicos para a prevenção de perda da mobilidade em idosos, estudos na área do envelhecimento vem comprovando que a prática de atividade física regular preserva a mobilidade e a capacidade física destes indivíduos.
Quando a atividade física, é realizada com frequência e intensidade adequada e de modo supervisionado por um profissional qualificado, além de preservar a mobilidade e a capacidade física do idoso ela melhora a capacidade cardíaca e respieratória do idoso, a sua densidade óssea (prevenindo e\ou auxiliando no tratamento da osteoporose), a sua memória e capacidade de raciocínio, além da socialização do idoso e independência física e funcional.
No contexto das estratégias de prevenção da perda de mobilidade em idosos, a prática de atividade física\exercícios físicos, mostra-se de extrema importância. No entanto ressalta-se que este tipo de estratégia para se evitar a perda de mobilidade em idosos deve ser adaptada as necessidades dos mesmos, ao ambiente em que ele vive e aos seus hábitos prévios de vida, e gosto pessoal.