22 de fevereiro de 2013

COMO ABORDAR O IDOSO NA PRIMEIRA AVALIAÇÃO REALIZADA PELO FISIOTERAPEUTA.




O profissional necessita estabelecer uma comunicação adequada. Para tanto, abaixo segue algumas recomendações, como:
  • Utilizar frases claras e simples, com vocabulário que o idoso entenda (evitar o uso de gírias e termos da atualidade, pois o paciente talvez desconheça);
  • Não é preciso gritar, o mais adequado é falar de maneira calma, observando se o idoso compreendeu o que foi dito;
  • Ouvir o paciente com paciência e atenção, respeitando seu tempo de resposta;
  • Olhar para o idoso, sempre dirigindo a palavra a ele e não apenas ao cuidador;
  • Evitar comunicar-se em ambientes com excesso de barulho;
  • Evitar expressões do tipo "deve", "não deve", "tem que", "pode", "não pode", porque refletem uma atitude autoritária por parte do terapeuta, a qual muitas vezes pode desagradar o paciente;
  • Evitar expressões do tipo "vô", "vó", "vozinha", etc., que podem despersonalizar e inferiorizar o idoso, preferir sempre chamá-lo pelo nome;
  • Não infantilizar o idoso usando expressões no diminutivo como: "perninha", "braçinho", entre outros;
  • Orientar os familiares para que o idoso participe do diálogo e das decisões tomadas em casa;
  • Ser sincero em relação aos objetivos que poderão ser alcançados na fisioterapia, não mentir e nem superestimar os possíveis resultados encontrados, entretanto se mostrar motivado e empenhado em ajudar o idoso e a família;
  • Deixar claro que a parceria entre o terapeuta, paciente e a família poderá proporcionar um tratamento com melhores resultados.
 
"Um olhar diferenciado e humanizado junto a pessoa idosa".