24 de maio de 2013

A ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA COMO FORMA DE APRIMORAR A FUNCIONALIDADE NO IDOSO.




A Funcionalidade é um dos atributos fundamentais do envelhecimento humano, pois trata da interação entre as capacidades físicas e psicocognitiva para a realização de atividades no cotidiano e as condições de saúde, interação essa mediada pelas habilidades e competências desenvolvidas ao longo do curso de vida.
A Funcionalidade na velhice é influenciada pelo processo de envelhecimento fisiológico, por características de gênero, idade, classe social, renda, escolaridade, condições de sáude, cognição, ambiente, história de vida e por recursos de personalidade.
Dentro desse contexto, os fisioterapeutas gerontólogos tem como foco de trabalho não só a pessoa idosa, mas também o envelhecimento enquanto processo experenciado pelos indivíduos, a velhice enquanto etapa da vida fortemente influenciada por fatores sociais e culturais.
A abordagem do fisioterapeuta contitui-se da avaliação e detecção precoce de disfunções e suas repercussões na capacidade de realizar atividades do cotidiano, identificando barreiras e facilitadores que permitam uma melhora ou compensação do desempenho.
Contudo o papel do fisioterapeuta é realizar o diagnóstico e o tratamento da funcionalidade. Porém ressalta-se que o entendimento das dimensões psicoafetivas, sociais, culturais e ecológicas do envelhecimento, do velho e da velhice é que permitirá uma atenção à saúde de forma ampla e abrangente.
 
 
 
FONTE: LIVRO- FUNCIONALIDADE E ENVELHECIMENTO- FISIOTERAPIA: TEORIA E PRÁTICA CLÍNICA. 2011